Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

No comando: Laço do Peão

Das 6:00 as 8:00

No comando: Laço do Peão

Das 8:00 as 10:00

No comando: Bom Dia Orlando

Das 8:00 as 10:00

No comando: Microfonia

Das 10:00 as 11:00

No comando: Domingaço

Das 10:00 as 12:00

No comando: Café com Bolacha

Das 10:00 as 12:00

No comando: Vale a pena ouvir de novo

Das 11:00 as 12:00

No comando: Mandei Bem

Das 12:00 as 13:00

No comando: Máquina do Tempo

Das 18:00 as 19:00

No comando: Top Fã

Das 19:00 as 20:00

No comando: Antena Mix

Das 19:00 as 20:00

No comando: Top Fã

Das 20:00 as 21:00

No comando: Amor sem fim

Das 20:00 as 23:00

Orlando City eliminado da pós-temporada após empate em 1 x 1 com o FC Cincinnati

Compartilhe:

Com apenas um empate o time do técnico James O´Connor não se acerta. O Lions contabiliza o sétimo jogo sem vitória e esta fora do playoffs.

Já perdura a maior sequência sem vitórias na temporada.
O Orlando City teve várias oportunidades e com um nervosismo fora do comum, desperdiça todas as chances criadas. Passes errados e um bate cabeça geral, leva os jogadores do Orlando City não renderem o esperado. Com um time mais coeso e equilibrado, o F.C. Cincinnati envolveu o time do Orlando City, com toques rápidos e tabelas na linha de fundo, obrigando o arqueiro do Lions fazer defesas importantes. Mais aos 39 minutos, o time da casa rompeu a barreira do Lions e o meia campista Allan Cruz, recebendo um passe açucarado na pequena área bate forte e faz Cincinnati 1×0. Ainda houve um lance de pênalti contra o Orlando City que o juiz não marcou no primeiro tempo. Chama o VAR.
 
O jogador João Moutinho que retornou de uma ausência de oito jogos por lesão no quadril foi substituído aos 14 minutos por Kyle Smith após novamente uma lesão. A saída por contusão de Moutinho, deixou ainda mais lento o time do Orlando City. Na base do “bumba meu boi” (empurrão) o time do Lions saiu desesperado com um estilo corpo a corpo e faltas desnecessárias. Assim foi a tônica para o Lions no primeiro tempo.
 
Depois de se reagruparem no vestiário e um tom de cobrança mais forte pelo técnico, os Leões deram um primeiro passo mais forte para começar o segundo tempo. O atacante Dom Dwyer procurou um gol no meio da partida, colocando dois chutes contra o gol do Cincinnati, obrigando o goleiro se esticar todo e fazer milagre. A química entre os atacantes da equipe continuou sem coesão, já que os passes entre Nani, Dwyer e Mauricio Pereyra não concluíam. O Orlando City pressionou o arco de Cincinnati, dando nove chutes no segundo tempo, mas não conseguiu finalizar as oportunidades de perto.
“É algo que realmente aconteceu, não apenas neste jogo”, disse O’Connor. “Em vários jogos, tivemos ótimas oportunidades, mas não conseguimos concluir em gol. Tivemos grandes chances no segundo tempo e não conseguimos aproveitá-las. É absurdo um time errar tanto em finalizações.
 
O jogo começou nos minutos finais com as duas equipes fazendo pausas rápidas em campo para tentar chutes a gol. Nesse caos, Michel finalmente chegou aos 91 minutos, nivelando o placar para evitar uma derrota do Orlando City.
 
Texto: Marcelo Begosso
Foto: Divulgação

 

Deixe seu comentário: